Baqueteamento: saiba tudo sobre essa deformação

Você já ouviu falar de Baqueteamento Digital? Essa condição, também chamada de Hipocratismo Digital, caracteriza-se pelo inchaço na ponta dos dedos e deformações na unha. Na maioria dos casos, a enfermidade está associada com doenças pulmonares mas existem diversos outros fatores que contribuem para o seu surgimento.

Causas

Além de poder ser um dos frutos de doenças pulmonares, como o câncer de pulmão e a fibrose cística, o Baqueteamento pode ser hereditário. Mas esse sintoma também éd decorrente de outras doenças, são elas:

  • Linfoma;
  • Doenças cardíacas congênitas;
  • Talassemia (Anemia do Mediterrâneo);
  • Doença Celíaca;
  • Doenças Hepáticas (ex: Cirrose e Hepatites A,B,C e D);
  • Problemas na glândula tireoide;
  • Inflamações crônicas do sistema digestivo;
  • Síndrome de Raynaud;
  • Diferentes tipos de câncer.
Mas quais são os sintomas do Baqueteamento?

Os sintomas dessa condição são o alargamento da unha, aumento do ângulo entre as cutícula e a unha e amolecimento das unhas, dando a impressão de que elas estão flutuando. A unha também sofre uma curvatura para baixo e os dedos ficam arqueados, muitas vezes com a presença de vermelhidão e sensação de calor no local.

As alterações derivadas do Baqueteamento podem surgir em apenas algumas semanas.

Como é feito o diagnóstico?

Para diagnosticar a causa da deformação diferentes exames podem ser realizados. Alguns deles são a radiografia do tórax, tomografia computadorizada do tórax, exames da função pulmonar, ecocardiograma e a gasometria do sangue arterial, que serve para medir o pH e níveis de oxigênio e gás carbônico no sangue de determinada artéria.

Tratamento

A escolha de tratamento para o Baqueteamento vai depender do que causou a condição. O médico responsável pelo caso costuma analisar a diminuição do inchaço nos dedos para analisar como o paciente está respondendo ao tratamento.

Então, se a deformação estiver ligada a um tipo de câncer o profissional responsável pelo caso pode recomendar a quimioterapia ou radioterapia. Quando o Baqueteamento é associado a uma doença pulmonar grave, o transplante de pulmão pode ser necessário.

Em casos em que essa enfermidade não está relacionada com nenhuma doenças respiratórias, o indicado é utilizar medicamento específicos para a tratar o fator que causou o Baqueteamento. Mudar certos hábitos também ajuda na diminuição dos sintomas.

Deixe um comentário