Como funciona a Fisioterapia para Atletas?

A Fisioterapia é extremamente importante, tanto para pacientes que sofrem dores musculares e crônicas quanto os que estão lesionados ou passaram por cirurgias. Essa ciência tem como principal objetivo prevenir e tratar dificuldades funcionais do corpo, além de trabalhar na recuperação de movimentos.

Existem vários ramos da Fisioterapia tais como do Trabalho, Neurofuncional, Aquática, Respiratória e Cardiovascular. Porém a que vamos conhecer hoje é a Fisioterapia Esportiva.

Essa área da Fisioterapia trabalha com praticantes regulares de exercícios físicos e atletas. Ela tem como foco auxiliar na prevenção e proteção o corpo contra traumas e tratar lesões, inclusive as graves.

Sendo assim, o fisioterapeuta ajuda o atleta que passou por uma lesão a voltar a praticar o esporte com melhor desempenho possível sem que haja danos sérios ao corpo.

Ter esse acompanhamento é muito bom pois o esportista consegue aumentar seu rendimento e melhora seu preparo físico, conseguindo evitar o surgimento de novas lesões.

Apesar de ser mais procurada por atletas profissionais, a Fisioterapia Esportiva traz benefícios para qualquer um que queira iniciar uma atividade física. A avaliação fisioterapêutica auxilia na descoberta de disfunções que possam estar presentes e que em determinados casos trazem prejuízo para o atleta.

Mas como funciona a Fisioterapia Esportiva?

As sessões são planejadas de acordo com a necessidade do paciente, tendo em consideração seus limites. Durante as consultas o paciente irá trabalhar o controle de lesões e o condicionamento físico. Ele ainda desenvolverá a força muscular, potencialização da resistência e correção da postura.

Diferentes técnicas e procedimentos são utilizados no decorrer do tratamento, alguns deles são:

Terapia Manual: Trata-se de um conjunto de técnicas que tem como finalidade prevenir e tratar diferentes distúrbios. Esse tratamento pode ser aplicado em tecidos musculares, ósseos, conjuntivos e nervosos, trazendo o retorno do equilíbrio das condições funcionais.

Terapia Funcional: Tem foco na reabilitação de atletas e seus treinos incluem exercícios para desenvolver as funções articulares e musculares. Esse tratamento melhora a estabilidade e o equilíbrio. Outro benefício da terapia funcional é que ele auxilia no emagrecimento.

Eletroterapia: O objetivo dessa técnica é produzir alterações no tecido afetado. Durante as sessões eletrodos são colocados na pele, é por eles que as ondas de energia eletromagnéticas são conduzidas.

Essa ação produz efeitos térmicos, estimulações nervosas e contrações musculares, resultando em um efeito analgésico, além de reparar os danos criados pelas lesões.

Se você sofreu com uma lesão e quer evitar sequelas, entre em contato com seu ortopedista de confiança. Ele irá avaliar seu quadro e lhe indicar um fisioterapeuta se necessário.

Deixe um comentário