Dor na Coluna Cervical? Pratique esses exercícios para amenizar o problema

A Coluna Cervical corresponde a região mais alta da coluna vertebral, mais especificamente a área inteira do pescoço. Ela possui sete vértebras e sua principal função é de oferecer sustentação e equilíbrio a cabeça.

Assim como qualquer outra parte da coluna vertebral, a cervical também pode sofrer com dores, muitas vezes capazes de prejudicar a qualidade de vida do paciente.

Mas Doutor, o que pode causar essas dores?

As causas mais comuns dor na Coluna Cervical são:

Cervicalgia: Caracteriza-se por qualquer dor na região cervical. Podem surgir devido a diversos fatores, como tensão muscular.

Torcicolo: Esse problema é causado por uma contração muscular no músculo esternocleidomastoideo, situado na lateral do pescoço. Pacientes com essa enfermidade apresentam dor no pescoço e dificuldade de movimentar a cabeça.

Espondilose Cervical: Conhecida também como artrite de pescoço, trata-se do desgaste articular localizado entre as vértebras da coluna cervical. Essa enfermidade pode ser provocado por uso excessivo da articulação, envelhecimento natural, má postura ao dormir ou estresse. Os sintomas costumam ser dor no pescoço e em volta do ombro, sensação de pescoço rígido e fraqueza nos braços.

Outros fatores que contribuem para o desconforto nesse local, são o envelhecimento, lesões e acidentes, hérnia de disco e até hábitos de vida, como obesidade e má postura.

Apesar desse problema atrapalhar a vida dos pacientes, saiba que é possível amenizar esse sintoma com a prática de alguns exercícios de alongamento. Eles podem ser praticados em qualquer lugar, inclusive durante pausas no trabalho.

Os exercícios são:

Rotação Vertical: Posicione suas costas corretamente em uma cadeira, deixando-as retas e apoiadas no encosto. Seus braços têm de estar relaxados e situados ao lado do corpo. Se você desejar, os apóie sobre as pernas.

O próximo passo é girar a cabeça, de modo a levar o queixo até um dos ombros, repetindo o processo para o outro lado. Repita esse exercício no mínimo cinco vezes em cada lado.

Flexão Lateral: Mantendo a mesma postura do exercício anterior, leve sua orelha ao ombro. Se preferir, você pode utilizar a mão no lado oposto da cabeça, fazendo um movimento de puxar. Mas não se esqueça que o ato de puxar deve feito sem utilizar força. Repita esse processo o outro lado.

Movimentos para trás e para frente: Movimente a cabeça para trás e foque seu olhar no teto. Após isso, volte para a posição inicial e posicione o pescoço para baixo, mantendo o olhar no chão. Deixe sua mandíbula relaxada, soltando o ar calmamente.

Relaxe os Ombros: Por fazerem parte do suporte da cervical, os ombros também necessitam de cuidados. Por isso, faça movimentos circulares, girando os dois ombros para trás e, depois para frente. Repita esse exercício 10 vezes, sem curvar as costas.

Deixe um comentário