Dor nas Mãos: Descubra as principais causas

A Dor nas Mãos são muito comuns entre pessoas que realizam movimentos repetitivos durante o trabalho, como professores, costureiras, auxiliares de enfermagem e quem trabalha muito tempo digitando no computador. Essa movimentação excessiva acaba contribuindo para o surgimento das doenças ocupacionais que provocam dor.

Mas não é só esse fator que gera esse desconforto. As doenças autoimunes, bem como a artrite reumatoide, também são responsáveis pelo incômodo nas mãos. Além da dor outro sintoma pode surgir, a dificuldade de realizar movimentos com a mão. Esse problema pode ser tão forte que o paciente não consegue realizar ações simples como segurar um copo.

Felizmente, é possível tratar a Dor nas Mão por meio de repouso, fisioterapia ou até mesmo com o uso de medicamentos anti-inflamatórios e corticoides. É importante lembrar que deve-se sempre consultar um médico ortopedista de sua confiança pois somente ele conseguira lhe indicar o tratamento correto.

Contudo, você sabe quais são as principais fatores que resultam em Dor nas Mãos? Se sua resposta for não, continue nesse post e saiba tudo sobre essas condições.

Principais causas de Dor nas Mãos

Síndrome do Túnel de Carpo: Trata-se de uma doença derivada da compressão do nervo mediano localizado no punho, mais especificamente no canal de carpo. Os sintomas dessa síndrome são dor e sensação de formigamento no dedo polegar, medianos e dedos médio.

Gota: Essa doença caracteriza-se pelo acúmulo de ácido úrico no sangue, resultando em depósitos de cristais de monourato de sódio nas articulações. Normalmente a gota afeta os pés mas pode ser atingir as mãos, provocando inchaço e dor nos dedos.

Tenossinovite: É uma inflamação situada no revestimento da bainha protetora que envolve os tendões. A tenossinovite causa dores e fraqueza muscular, fazendo com que o paciente tenha dificuldade para segurar copos e talheres.

Fratura: Muito comum entre atletas de vôlei, handebol e boxe, as fraturas nas mãos, punhos e dedos causam dores fortes, inchaço, problemas para mover o membro e alterações de cor (hematomas). Outros fatores que contribuem para o surgimento desses traumas são as quedas, pancadas e acidentes automobilísticos.

E aí, identificou algum dos sintomas? Se os seus sintomas forem persistentes, entre em contato com um ortopedista e busque tratamento.

Deixe um comentário