Seu filho sente dor no cotovelo? Pode ser Cotovelo de Babá

A Subluxação da Cabeça do Rádio é uma condição provocada pelo deslocamento no antebraço. Conhecida também como Cotovelo de Babá essa lesão é muito comum entre crianças de 18 meses a 4 anos de idade. Isso ocorre pois nessa faixa etária o cotovelo ainda não está totalmente formado e possui frouxidão ligamentar.

O cotovelo caracteriza-se por ser uma articulação constituída pelo osso do braço (úmero), que se encaixa no osso do antebraço (ulna). Além disso, o antebraço conta com outro osso que fica situado no lado do polegar, o rádio. Esse osso age em conjunto com a ulna para efetuar o movimento de rotação do antebraço. A cabeça do rádio está conectada a ulna por um ligamento que a cerca como um anel, chamado de ligamento anular.

Mas quais são as principais causas da Subluxação da Cabeça do Rádio?

O Cotovelo de Babá pode ocorrer quando a criança fica com o braço esticado por muito tempo, um ato comum quando elas ficam de mãos dadas com os pais, irmãos mais velhos ou babás. Outro fator que contribuem para o surgimento dessa lesão são puxões rápidos no antebraço.

Sintomas

O primeiro sinal de que a criança está sofrendo com esse deslocamento é o fato de que ela chora muito e mantém o braço imobilizado ao lado do corpo, deixando a palma da mão virada para trás. A criança também evita levantar o braço e utiliza somente uma mão para realizar tarefas devido ao desconforto, assim como apresentar um pequeno inchaço no local.

Entretanto, quando o caso for grave o paciente pode ter a sensação de agulhadas no braço, ficar com a mão pálida e inchaço na região que envolve o cotovelo.

Tratamento

Por ser uma luxação é necessário que o osso seja colocado no lugar. Normalmente, o médico realiza uma redução, procedimento rápido e que não precisa da aplicação de anestesia. Se o paciente continuar reclamando de dor, pode ser preciso o uso de tala gessada e medicamentos analgésicos.

E aí, identificou algum dos sintomas em seu filho? Se sua resposta for sim, entre em contato com um ortopedista de sua confiança e busque tratamento.

Deixe um comentário