Dor no polegar? Conheça a Síndrome de Quervain

Você sente dores no polegar? Pode ser a Síndrome de Quervain, uma inflamação nos tendões ou bainha dos tendões que são responsáveis por movimentar o dedo para fora. Essa condição é comum em adultos entre 30 a 50 anos, todavia as mulheres possuem 10 vezes mais chance de desenvolver essa doença.

Apesar de não existir uma causa exata para a Síndrome de Quervain, determinados fatores são associados ao seu surgimento, um deles é o movimento repetitivo do pulso. Assim, qualquer atividade que necessite o uso desse membro em excesso pode incitar ou piorar os sintomas da doença. Algumas das tarefas que podem desencadear a síndrome são os jogos de golfe, tênis e atividades laborais, como trabalhadores manuais.

Mas esse não é o único fator ligado a causa da doença. Essa síndrome também está relacionada com a presença da artrite reumatoide, gota e até mesmo diabetes . Os pacientes que estejam grávidas, no puerpério ou já tenham sofrido alguma fratura no punho são mais suscetíveis a terem essa enfermidade.

Sintomas

Os sintomas presentes nesta síndrome são:

  • Inchaço no local afetado;
  • Dor no polegar, sobretudo quando o paciente move o dedo;
  • Rigidez;
  • Sensação dolorosa ao tocar a região;
  • Dificuldade para segurar objetos;
  • Desconforto e dor ao efetuar ações habituais, como abotoar uma camisa ou abrir a porta.
Tratamento

O tratamento é feito a partir de prática de imobilização do punho e dedo polegar com o objetivo de evitar o agravamento da inflamação. Além disso, o uso de medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos para aliviar a dor. As infiltrações com corticoides também podem ser indicadas para acelerar a recuperação.

No entanto, quando os métodos citados acima não são o suficiente ou há o agravamento dos sintomas, a cirurgia para tratar a inflamação é recomendada. Após a realização do procedimento cirúrgico, a fisioterapia pode ser necessária para auxiliar na regeneração dos tendões.

Deixe um comentário